carregando…

Qual o principal cuidado da família em relação à tanatopraxia?

O nome pode parecer um pouco estranho, mas a tanatopraxia é fundamental em qualquer procedimento de velório e sepultamento. Ao perder um ente querido, são muitos os cuidados e decisões que devemos tomar – por isso estar bem informado faz toda a diferença.

Se você não sabe o que é tanatopraxia, nem qual a sua importância ou como a família deve escolher por esse serviço, continue lendo o artigo que preparamos!

O que é tanatopraxia?

A tanatopraxia é uma ciência que envolve uma série de procedimentos visando preparar o corpo para o velório e sepultamento.

Por meio de uma série de cuidados, o profissional da área irá tornar o corpo do falecido menos chocante para as famílias, além de preparar os órgãos e partes internas para aguentar o tempo do translado, velório e sepultamento, evitando disseminar odores desagradáveis e também transmitir doenças.

Hoje, esse procedimento é utilizado por praticamente todas as casas funerárias no país e no mundo, sendo usado para higienizar e conservar os corpos e visto como uma importante medida sanitária.

Além dele, também pode-se contar com outros serviços como a necromaquiagem, que visa deixar o falecido com uma aparência mais agradável aos familiares, por exemplo, cobrindo hematomas ou marcas dos tratamentos hospitalares, retirando o tom mais embranquecido ou azulado da pele, entre outros.

A tanatopraxia é composta por uma série de procedimentos que envolvem, basicamente, injetar uma solução de formaldeído, drenar o sangue, aspirar os líquidos do interior do corpo, retirar os órgãos internos e higienizar, maquiar e vestir o corpo do falecido.

Por que ela é importante?

São muitos os motivos para a tanatopraxia ser usada atualmente, como:

  • prolongar a preservação do corpo, impedindo a decomposição ou liberação de odores durante o velório e as homenagens fúnebres;
  • deixar o falecido com uma aparência mais agradável, o que contribui para que a despedida seja menos traumática (especialmente em casos de morte por acidentes, por exemplo);
  • evitar o contágio de doenças;
  • impedir que haja a contaminação do solo após o enterro;
  • evitar a propagação de odores desagradáveis durante o velório;
  • evitar que haja vazamentos de líquidos;
  • no caso de transporte internacional do corpo, a tanatopraxia garante que o translado será feito sem intercorrências e que o corpo poderá ser velado pela família na sua terra natal.

Quais os cuidados da família em relação à tanatopraxia?

Como você viu, a tanatopraxia é extremamente importante em casos de falecimento. Por isso, ao sofrer com uma perda, é importante que a família procure por uma boa casa funerária, com profissionais que tenham o preparo adequado para realizar esse tipo de serviço.

Vale a pena ficar atento a alguns pontos como: experiência dos profissionais e tempo de mercado, qualidade dos serviços prestados, opinião de outros clientes que passaram pelo processo de perda de um ente querido, atendimento humanizado, conhecimento sobre as técnicas e autorização legal para a prática.

Isso porque, a legislação brasileira orienta que a tanatopraxia somente pode ser realizada em local próprio, nos tanatórios, e por técnicos habilitados e treinados, que são os tanatopraxistas. Então, antes de fechar qualquer negócio, confira se os profissionais da funerária possuem o curso e a habilitação para realizarem esse procedimento.

Além disso, outra dica é pensar sobre a questão ainda em vida, principalmente porque os custos dos serviços funerários são altos. Uma boa ideia é investir em um plano funerário, que pode ser pago em vida, com prestações mensais em valores acessíveis e manter protegido você e a sua família.

Gostou de saber mais sobre a tanatopraxia? Aproveite e compartilhe este conteúdo nas suas redes sociais!

Deixe uma resposta